• CUIDANDO DA SAÚDE DA SUA PELE.
  • CENTRAL DE ATENDIMENTO (011) 3660-4850 // WHATSAPP (011) 96449-0607
  • HORÁRIO DE ATENDIMENTO

  • SEG - SEX: 08H ÀS 20H // SÁB: 08h ÀS 12H

Herpes é o nome de uma das doenças de pele mais comum nos seres humanos. Curiosamente, ela recebe o mesmo nome do vírus que a causa. Apesar de não ser uma doença grave, costuma causar grande incômodo e ser bastante freqüente e contagiosa.

Causa

É causada por dois tipos de vírus da família dos herpes vírus humanos (HVH), o HVH tipo I e o tipo II. O HVH tipo I costuma causar lesões na região da boca, enquanto o tipo II está mais associado à doença genital, embora qualquer área do corpo pode desenvolver lesões de herpes. A transmissão do vírus é feita pelo contato da pele sã de uma pessoa com a lesão de outra pessoa, desta forma beijos e contatos sexuais são os modos mais comuns de transmissão.

Sintomas

As crises de herpes costumam seguir uma rotina:

  • A pessoa sente uma sensação (formigamento, coceira ou dor leve) no local que será afetado,  “avisando” que o herpes vai se manifestar;
  • Horas após o aparecimento destes primeiros sintomas a área começa a ficar avermelhada;
  • Surgem pequenas bolhas (vesículas) que aumentam de numero e tamanho;
  • As bolhas se rompem e formam feridas;
  • As lesões regridem sozinhas, após uma ou duas semanas.
  • As crises quase sempre se manifesta no mesmo local e em momentos de baixa resistência do organismo (stress, febre e exposição solar).

Diagnóstico

O diagnóstico pode ser confirmado pelo dermatologista, sem a necessidade de qualquer tipo de exame. Em alguns casos específicos exames de material obtido a partir das vesículas (exame citológico) ou exames de sangue (sorologia) podem ser úteis para auxiliar no diagnóstico e no planejamento do tratamento.

Tratamento

Ainda não existe cura ou vacinas para esta doença altamente contagiosa. Todos os tratamentos são voltados para abortar a crise, diminuindo o desconforto, a contagiosidade e acelerando a cicatrização.

O tratamento oral é muito mais eficiente que os locais e deve ser iniciado logo que os primeiros sintomas da reativação surgem.

Curiosidades

  • O vírus do herpes sobrevive pouco tempo fora do corpo humano, assim contágio através de objetos como copos, talheres, etc é pouco provável.
  • Não há qualquer tipo de vacina cientificamente comprovada como eficaz para prevenir herpes.
  • O herpes não se manifesta obrigatoriamente quando a pessoa é contagiada. A primeira crise pode se manifestar apenas muitos anos depois.
  • O herpes zoster, também conhecido como cobreiro, é uma doença diferente do herpes simples.

Marque uma consulta

Entre em contato através do formulário abaixo para definir o melhor horário para marcarmos sua consulta. Iremos retornar o mais rápido possível.