• CUIDANDO DA SAÚDE DA SUA PELE.
  • CENTRAL DE ATENDIMENTO (011) 3660-4850 // WHATSAPP (011) 96449-0607
  • HORÁRIO DE ATENDIMENTO

  • SEG - SEX: 08H ÀS 20H // SÁB: 08h ÀS 12H

Peelings

A palavra “peeling” tão comumente usada hoje em dia, vem do inglês e quer dizer “descascando”. Ela se refere a um dos efeitos mais visíveis deste método de tratamento utilizado largamente pelos dermatologistas.

O que é?

Peeling é o tratamento onde o dermatologista, através de certas técnicas, causa uma descamação exagerada das camadas mais superficiais da pele. Essa descamação leva à remoção de células envelhecidas e a um estímulo da renovação celular. O resultado é um aspecto mais viçoso e saudável da pele. De acordo com o resultado que se espera obter, os peelings devem agir em diferentes níveis da pele, assim são classificados em superficiais, médios ou profundos.

Indicação

Os peelings podem ser usados para uma série de finalidades:

  • Rejuvenescimento;
  • Tratamento de rugas;
  • Oleosidade excessiva, poros dilatados e aspereza da pele;
  • Tratamento de acne ou de suas cicatrizes;
  • Manchas;
  • Estrias.

Aplicação

Os peelings são feitos em consultório e levam poucos minutos. A medicação é aplicada na pele, causando descamação da área tratada depois de 2 ou 3 dias. Pode ocorrer ardor na hora da aplicação, que passa em poucos minutos.

Cuidados antes / depois

  • O uso de medicamentos deve ser informado previamente, assim como a existência de alergias, sensibilidade ou histórico de herpes.
  • Não usar cosméticos ou produtos dermatológicos a partir do dia anterior ao peeling e seguir recomendação de seu dermatologista para re-início. Cremes ou sabonetes aparentemente inocentes podem causar reações indesejadas.
  • Evitar exposição solar 1 semana antes e até a completa recuperação da pele após o tratamento.Usar o protetor solar se for recomendado pelo seu médico.
  • A área tratada não deve ser exposta a frio ou calor intenso, assim compressas quentes ou geladas são contra indicadas Compressas frias de soro fisiológico ou chá de camomila podem ser utilizadas após o tratamento.
  • Siga orientação do medico quanto a utilização de maquiagem.
  • Dependendo do tipo de peeling utilizado pode haver restrições quanto ao retorno às atividades habituais.

Efeitos Colaterais

  • Como para qualquer procedimento médico, podem ocorrer efeitos indesejados. A realização do peeling por um profissional capacitado ajuda a diminuir o risco de situaçãoes como:
  • Irritação da pele, com inchaço e vermelhidão;
  • Piora de manchas.

Tipos de peelings

Dependendo do objetivo que se quer alcançar, o dermatologista irá optar por um tipo específico de peeling, contando com a ajuda do paciente para planejar o tipo de restrição a que ele deverá se submeter (trabalho, vida social, esportes, etc).

[1] Ácido retinóico

É o peeling mais usado hoje em dia, por atuar em diferentes níveis da pele e por ser extremamente seguro. Promove uma descamação intensa, porém superficial. É indicado para clareamento de manchas, eliminação de rugas finas, melhora do aspecto e da textura da pele. Pode ser usado como preparo para outros procedimentos, pois proporciona uma cicatrização mais rápida da pele. Costumam ser usado repetidas vezes, com potência crescente e intervalos de 7 a 10 dias.

[2] Ácido salicílico

È um peeling superficial, que causa pouca descamação.

Uma de suas maiores vantagens reside no efeito antiinflamatório e secativo, sendo por isso indicado para tratamento de acne e oleosidade excessiva da pele.

Pode causar um certo ardor durante a aplicação. O efeito é imediato tem duração variável, de acordo com a intensidade do quadro tratado.A recuperação é rápida

[3] Jessner

É o peeling superficial mais indicado para peles claras, que se expuseram muito ao sol durante a vida. Seu efeito se dá mais acentuadamente sobre as manchas de sol (melanoses solares) e sobre as queratoses actínias (lesões ásperas e pré-cancerosas). A pele fica com menos manchas, mais viçosa e com melhor textura. Costuma ser usado no rosto e nas mãos.

[4] Ácido tricloroacético (ATA)

Este peeling é mais usado para peles com maior grau de dano. Pode atingir camadas intermediárias da pele e por isso a recuperação é mais demorada. Ocorre ardor importante durante a aplicação e pode haver formação de crostas finas. O efeito é mais profundo e melhora o aspecto global da pele (textura e viço). O uso de peelings mais profundos por pessoas de pele mais morena deve ser feito com extremo cuidado, pelo risco de causar manchas.

[5] Peelings combinados

A associação de peelings diferentes, na mesma sessão ou intercalados, potencializa o efeito, dando melhores resultados. Seu dermatologista saberá indicar qual método é mais indicado para cada caso, além de orientar sobre os riscos, benefícios e cuidados a serem tomados.

[6] Peelings profundos

Os peelings que alcançam as camadas mais profundas da pele em geral são realizados com uso de lixas, que causam uma eliminação mecânica de quase toda a epiderme. Isso também pode ser feito com laser, nitrogênio líquido ou algumas substâncias químicas, como o fenol.

São processos que costumam dar grandes resultados, mas exigem um certo grau de sacrifício do paciente, pois a recuperação é demorada e desconfortável.

[7] Peeling de cristal

É um peeling superficial que elimina as camadas mais externas da pele através de uma micro-abrasão com cristais de óxido de alumínio. É indicado para melhora imediata da textura da pele, fechamento de poros dilatados e para dar um aspecto mais viçoso na pele, sem necessitar recuperação. Pode ser feito 24 h antes de algum evento importante e pode ser usado por pessoas com a pele sensível ou mulheres grávidas.

Como a maioria dos peelings superficiais, pode ser usado conjuntamente com outros peelings.

O resultado tem duração curta, sendo necessário realizar manutenção constante.

Atualmente a tendência dos dermatologistas é proporcionar um tratamento global da pele. Em geral, como os problemas da pele costumam ter origens diversas e múltiplas causas, é necessário empregar mais de um método para conseguir o resultado desejado. Assim, é comum associar outros processos aos peelings para se conseguir o resultado ideal.

O uso conjunto de peelings, toxina botulínica, preenchedores, lasers e luz pulsada pode fazer com que o tratamento alcance resultados incríveis.

Curiosidades

  • Os peelings podem ser usados para tratar outras partes do corpo, como colo, mãos e não apenas no rosto.
  • O resultado do peeling não é necessariamente proporcional à intensidade da descamação que ele provoca.
  • O melasma (manchas no rosto de mulheres, de fundo hormonal) não responde bem à maioria dos peelings. Além disso, a pele de pessoas com tendência para manchas pode piorar com a aplicação de peelings.
  • As cicatrizes de acne costumam ser de tipos diferentes. Algumas podem melhorar com peelings, outras apenas com procedimentos cirúrgicos.

Marque uma consulta

Entre em contato através do formulário abaixo para definir o melhor horário para marcarmos sua consulta. Iremos retornar o mais rápido possível.