celulite (1)

Celulite

A celulite é extremamente frequente na população feminina, com maior incidência entre 15 e 45 anos. Cerca de 95% das mulheres apresentarão algum grau de celulite em algum momento da vida.

Causa

Celulite é o nome popular da lipodistrofia ginóide, que nada mais é que o depósito de gordura sob a pele. Logo abaixo das camadas superficiais da pele, há uma camada de células de gordura (chamadas adipócitos). Várias causas, não totalmente esclarecidas, fazem com que os adipócitos fiquem maiores. Estes adipócitos “gordinhos” afetam outras estruturas que existem por ali, como os vasos sanguíneos e linfáticos, que acabam comprimidos. Com isso, menos oxigênio e nutrientes chegam à região e ocorre o acúmulo de toxinas, favorecendo inflamações.

Fatores que levam a alteração da camada de gordura:

  • Hereditariedade;
  • Problemas circulatórios: quando o sangue não flui bem, a drenagem das toxinas fica prejudicada e isso deixa o líquido que fica entre as células mais viscoso;
  • Alterações hormonais: níveis de estrogênio (hormônio feminino) muito altos provocam disfunções no metabolismo que podem criar ou agravar a celulite;
  • Sedentarismo;
  • Tabagismo.

Sintomas

Os sintomas variam de acordo com a gravidade da doença que pode ser classificada em graus.

Estes sintomas variam desde alterações quase imperceptíveis da pele até o aspecto ondulado da pele, tipo “casca de laranja,com alteração de temperatura e dor local.

A celulite tende a ocorrer nas áreas onde a gordura está sob a influência do estrógeno (hormônio feminino), como nos quadris, coxas e nádegas; também pode ser observada nas mamas, parte inferior do abdome e braços.

Diagnóstico

Existem vários graus de celulite e esta classificação leva em conta os principais sinais e sintomas , sendo eles:
  • Grau I : São visíveis apenas com a manobra de pinçamento (comprimir uma pequena parte do corpo entre os dedos, como num beliscão) Há pequeno aumento de gordura e não há alterações de vasos sanguíneos ou do tecido de sustentação Não há a dor nem diminuição da temperatura local.
  • Grau II : Observa se irregularidades da pele com os movimentos, pelo aumento da gordura e alterações leves nos vasos sanguíneos e tecido de sustentação. Há pequena diminuição da temperatura local e pouca dor.
  • Grau III : A celulite é visível em qualquer posição. É o famoso termo “Casca de Laranja”, porque é com isso que a pele se parece nesse estágio, graças a grande quantidade de adipócitos, comprometimento da circulação sanguínea e lifática e das fibras . A portadora da celulite nesse estágio pode referir dor, cansaço nos membros inferiores e dor. Há diminuição da temperatura local.
Após avaliação do grau é possível determinar qual deve ser o tratamento mais eficaz.

Curiosidades

  • Afeta cerca de 95% das mulheres após a puberdade, de todas as etnias, embora seja mais comum entre as de pele branca
  • A obesidade não é condição necessária para a sua existência; há mulheres magras com celulite.
  • Os homens não sofrem grandes variações hormonais e a camada de gordura abaixo da pele é mais fina o que dificulta o aparecimento da celulite

Tratamento

Há muitos tratamentos oferecidos, mas é preciso ter cuidado na escolha, pois muitas vezes o custo é elevado e desproporcional aos resultados possíveis.
  • Muitos cremes têm sido sugeridos apesar de não haver comprovação científica sobre sua eficácia.
  • A dieta balanceada e bem orientada pode melhorar o aspecto da celulite pela redução da gordura.
  • Suplementos alimentares e misturas herbais estão disponíveis no mercado, com diversos apelos de benefícios, mas sem nenhuma comprovação até o momento.
  • Drenagem linfática
  • Ultrasom estético
  • Subcisão
  • Bioestimuladores

Agende uma Consulta

Telefone

(11) 3660-4850
(11) 96449-0607

E-mail

dermaclinica@dermaclinica.com.br
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Nossos Artigos Recentes

Receba Nossa Newsletter!

1
Olá!
Como a Dermaclínica pode te ajudar?
Powered by